Teologia Bíblica #1

Ultimamente tem crescido o interesse com respeito à Teologia Bíblica e a Pregação Cristocêntrica. De forma que, seminários, institutos e faculdades teológicas tem inserido em seus currículos disciplinas que trabalham esses assuntos. Também, tem crescido o número de literaturas sobre o assunto, assim como, o interesse por parte de seminaristas, estudantes de homilética e pastores.

Talvez, caro leitor, seja também do seu interesse o assunto aqui proposto. Portanto, você sabe o que Significa Teologia Bíblica? Para que serve? Sabe o que significa Pregação Cristocêntrica? O que não significa Pregação Cristocêntrica? Qual a nossa responsabilidade para com a Teologia Bíblica e a Pregação Cristocêntrica? O que não significa pregar a Cristo em todas as Escrituras? Como você pode pregar Cristo a partir do Antigo Testamento?

Pois bem, sem ser exaustivo e também sem querer esgotar todo assunto, em três artigos responderei as questões levantadas acima, com o propósito de trazer mais luz sobre o assunto e edificar a sua vida como pregador, professor e estudante da Palavra de Deus.

Vamos então às perguntas com suas respectivas respostas…

1. O que significa “Teologia Bíblica?”.

Teologia é a ciência que trata do nosso conhecimento de Deus, e das coisas divinas. A Teologia abrange vários ramos, entre eles a “Teologia Bíblica”.

Teologia Bíblica: Traça o progresso da verdade através dos diversos livros da Bíblia e descreve a maneira de cada escritor em apresentar as doutrinas mais importantes.

2. Para que serve a “Teologia Bíblica?”.

a) Nos ajuda olhar para a Bíblia e ver:

  • O quadro maior da história global da Bíblia e como cada parte menor (a passagem individual ou o livro em estudo) se encaixa nessa história geral.
  • Como cada parte da história aponta para Cristo, uma vez que a história global sobre Deus e os seus propósitos e plano se cumprem em Cristo.
  • O desenvolvimento da história e da mensagem da Bíblia (não apenas o Novo Testamento, mas também o Antigo), até tudo ser cumprido em Cristo.

A história global é como uma corda, que tem muitos fios, mas é uma só. A Bíblia contém muitos temas, e a Teologia Bíblia nos ajuda a ver como estes temas são tecidos juntos, em uma só história e mensagem.

b) Nos ajuda a entender como o Antigo Testamento aponta para Cristo.

  • Quando pregamos a partir do Antigo Testamento, podemos pregar a Cristo, porque o Antigo Testamento, como um todo aponta para Cristo.
  • Jesus declarou: “convinha que se cumprisse tudo o que de mim estava escrito na lei de Moisés, e nos profetas e Salmos” – Lucas 24.

c) Nos ajuda entender como o Novo Testamento explica a Cristo.

  • O Antigo Testamento prepara e aponta o caminho para Cristo, o Novo Testamento revela e explica quem é Ele.
  • Algumas perguntas a serem feitas:

          Esse autor do N.T. olha para trás, para uma promessa sobre Cristo no A.T.? Se for o caso, como o autor entende essa promessa? Como o autor vê as implicações da vinda e do ministério de Cristo na cruz e na ressurreição? O autor aponta para o futuro, para a promessa da vinda de Cristo e o Seu reino? Se for o caso, o que ele diz a respeito disso?

3. O que é “Pregação Cristocêntrica?”.

  • Bryan Chapell em seu livro “Pregação Cristocêntrica” diz que, Pregações Cristocêntricas são aqueles que possuem um cunho redentivo em Jesus Cristo.
  • É observar em cada texto bíblico pregado o “Foco da Condição Decaída”, mas no meu ponto de vista, também é identificar o “Foco da Condição Redentiva”.
  • É observar em Cristo os ensinamentos do texto que irá ser pregado. O que Jesus disse sobre o assunto? Como Ele tratou do assunto? Como Jesus colocou em pratica o assunto? Como Jesus aplicou o assunto à vida das pessoas em sua época? Como relacionar e aplicar tudo isso às pessoas de nossa época?
  • É observar como Cristo é apresentado no texto que irá ser pregado.

No próximo artigo:

# Nossa responsabilidade para com a Teologia Bíblica e os perigos a evitar na Pregação Cristocêntrica.

# O que não significa pregar a Cristo em Todas as Escrituras.

Márcio Trindade